Reflexo Maldito.


Quando olho no espelho não vejo o que costumava ver. Vejo um monstro, ou como a foto um anjo maligno. Não, anjo não. A palavra anjo denota algo bom, se bem que na cristandade Lúcifer era um anjo antes de se tornar o que podemos chamar de…Demônio. Bom, não sou demônio. Ainda não, mas vim a me tornar um monstro. Que desistiu de tentar, por não querer fracassar e dar gosto aos que me esperam cair. Vejo o reflexo de um monstro que fere aqueles que o rodeiam, que diz coisas que não precisavam ser ditas, que faz coisas que tem como consequência arrependimentos. Sou um monstro, disfarçado de pessoa. Aguardo meu caçador, espero que venha logo, pois ainda que eu seja um monstro sinto pena daqueles que estão confinados a viver com a minha escuridão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lupus- Parte I

O último poema de amor

Fade Away