Um livro.

Um livro. Ela havia se tornado um livro. De páginas negras e palavras vermelhas. Ela havia se tornado um livro.

Mas como assim um livro ? Simplesmente um livro. De páginas negras e palavras vermelhas.

 Isso aconteceu devido a um fator: De tanto ler e buscar uma realidade paralela nos livros, ela percebeu que ela sempre fora um livro.Faltava apenas um pó mágico para dar-lhe a magia da transformação. E foi assim, lendo e lendo a cada novo dia um novo livro, outros nem tão novos, outros com páginas amareladas e desagastas, mas ainda assim mágicos e capazes de levá-la a mundos raramente visitados.

 Porém, ela sempre tivera uma alma sombria, pensamentos estranhos e por isso se transformara em um livro negro de palavras vermelhas, vermelhas de sangue. Sangue. Ela nunca havia derramado sangue, mas ela sentia-o na boca, pois sentia angústia, a angústia de viver solitariamente ainda que cercada de muitos.

E foi assim que aquela jovem viera a se tornar um livro, como os outros tanto que havia lido, como os outros tantos que havia lido...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fade Away

"The Drug in me is you"

O que