Insônia


''Não durmo,jazo, cadáver acordado, sentindo,

E o meu sentimento é um pensamento vazio.

Passam por mim, transtornadas coisas que me sucederam,

__Todas aquelas de que me arrependo e culpo;

Passam por mim, transtornadas,

coisas que me não sucederam

__Todas aquelas de que me arrependo e culpo;

Passam por mim, transtornadas ,coisas que não são nada,

E até dessas me arrependo,

me culpo, e não durmo.''

                                Álvaro de Campos ( heterônimo de Fernando Pessoa )

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lupus- Parte I

O último poema de amor

Fade Away