28 de janeiro de 2013

Semente



E morre lentamente
De volta à condição de semente
De onde nunca deveria ter saído
Um, dois...Deu seu último suspiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale comigo, estranho!

Evoluir dói

não sei ao certo como começar esse texto. espero que um dia acorde como eu. é doloroso, parece que seus olhos vão se afogar nas próprias lá...