Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Knock Knock

Imagem
Stop losing your time
Lies, take a glass of wine
You'd be better blind

Knock, knock , someone is knocking at the door
It's the reality saying you don't have to cry anymore

Why ? she asked to the lonely True
Because the hell, with your soul is full

And this is a reason to smile ?
Yes, now you'll pay , and everything will be fine.

27.08.13

Folhas amarelas

Imagem
O ar fica diferente sabe ? E parece que o sol mudou de lugar ou de resistência. . As folhas das árvores caem uma a uma lentamente, amareladas fazendo um contraste enorme com as verdes ainda firmes no topo da árvore. Você inspira e sabe que voltou, e de repente lembranças da infância mais remota voltam à sua mente é...Incrível. E um filme...Ah um simples filme intensifica essa sensação.
    O cheiro do café. Nossa, como ele traz memórias. Se bem que, já foi comprovado que o olfato é o sentido que mais ativa a memória. Por um instante eu não desejei voltar. Mas era preciso.
    Os livros da estante ainda estavam do mesmo modo como havia deixado. O quarto estava intocado. A noite foi tranquila ainda que tenha se levantado de  madrugada e como de costume parou em frente ao quintal e olhou para o céu estrelado. Como sentiu falta das estrelas. Parece que tinha voltado não para casa, mas para um tempo diferente. Um tempo passado, vivido há anos. Mas tudo bem, a nova vida não era ruim...…

Pensamentos da Insônia I

Estou sozinha na calada da noite. Talvez não tão calada, pois há ruídos demais lá fora. O céu está coberto de nuvens, mescladas não sei se é de chuva, poeira ou trevas. As pessoas lá fora seguem suas vidas aceleradas na ilusão de um dia as fazerem mais lentas. Mas eu apenas lamento,e o murmúrio do meu lamento não pode ser ouvido. Arrependo-me por elas...Por mim.
 24.3.13

____________________________________  x  _________________________________________
Pediram-me para falar de amor Mas de amor não falarei Escrevo somente sobre dor Pois é isso tudo que sei
Pediram-me para falar de alegria Mas sobre alegria nada sei Escrevo somente sobre agonia E é somente sobre isso que falarei
Odiar-me-ão pelos meus escritos Mas a respeito nada posso fazer Nele estão meus gritos inauditos E será assim até eu morrer.                          24.3.13


O vento

Imagem
O vento caminhava lento entre as árvores. E discretamente fazia certas folhas caírem. Eram sempre as mais fracas, velhas e talvez mortas. O vento gostava de caminhar entre tantas árvores porque ainda que muitas folhas caíssem, as árvores sempre se mantinham de pé.
           Protuberantes e firmes como rocha.
    E o vento alegorizava a simplória vida humana. Muitos ao longo do tempo são derrubados pelos obstáculos, pelas frustrações e pela vida que em sua sublima tendência de nos martirizar nos faz cair, no entanto sempre há aqueles que permanecem de pé, raros ao contrário das árvores, mas sim, há sobreviventes.
A questão é: Quem são eles ?


15.03.13

Codinome

"Eu morro na sua dor"
Eu caio no abismo do amargor
Eles cavaram minha cova preta
Me mataram com um tiro de escopeta

No meu mal caminho trilhado
O que tanto busquei, jamais encontrado
Não sou o que sou, não sou nada do que era
Meu eu morreu quando o marquei com a fera

A besta que chama meu nome
Meu codinome é o dela, a todos somem
Seu nome é morte, e o meu também
A diferença é que ela leva, eu sou o que vem.

11.03.13

Ontem - Paráfrase

Parafraseando Carlos Drummond de Andrade - Ontem

Até hoje perplexa
ante o que morreu
e não era a alma

De como este espelho
não manteve minha forma
apenas minha falácia

Nem este corpo
caminha e age
como antes fazia

Tudo foi efêmero
e esquecido
Mas  está gravado

Não no ar, em mim
que por minha vez
escrevo, mas não respiro.

Foi o que disseram

Me disseram que seria diferente. Que teria de ser. Mas até agora a única diferença é que estou mais sozinha, no meu mundo distante de onde ele costumava ficar. As mesmas frustrações voltaram. No entanto, de forma brusca e maior. O mar tem muito mais peixes agora. Há tubarões brancos e baleias azuis. Há cobras d'água e peixes com 50 anos de idade e experiência na caça. O mar agora é outro.
     Tudo o que faço é sorrir para eles, não para os peixes de agora. Para os do meu antigo mar. Sorrio como se tudo estivesse bem, e de fato está não é ? Venci não venci ? Defina...Vencer por favor.
Quando é que se vence nesse jogo ? O mar tem muito mais peixes agora. Peixes perigosos que estão no jogo há muito mais tempo que eu. O céu já não tem tantas estrelas. Esqueço-me da última vez que realmente olhei para elas. Sinto falta disso. Acordar no meio da noite e poder encarar o céu estrelado. Meu céu agora é feito de luzes artificiais. Meu mar está agitado e soturno. Os peixes querem me t…

Everyday

Imagem
Everyday I wake up
Everyday I wake up alone
Everyday I wake up Everyday I wake up alone Kill Me - The Pretty Reckless



     Guarda roupas vazio, estantes vazias, tudo limpo e arrumado. O resto organizado. Em um compartimento grande e mais outro um pouco menor. Era uma mudança de casa, a diferença que seu núcleo familiar não irá junto com você. É como um casamento, a diferença é que está casando com uma instituição e não com uma pessoa. E é assim, pois você assumiu um compromisso. Está até saindo de casa por isso.
       Há uns dias atrás meu tio perguntou: Está chorando agora  ? E eu disse: Não, por quê ? E meu tio riu e disse: É quem fica que chora não é ? E eu disse: Ah, quem vai também chora, só que depois. Mas ele retorquiu: Não, quem vai tem novidade, então quase não chora. Eu apenas dei uma risada leve, mas pensando: Não, quem vai também chora, mas ninguém vê. Pois aos olhos do mundo temos de sorrir e com os olhos e o sorriso dizer: Vamos nessa, estou louco para começar essa nova v…