Ontem - Paráfrase

Parafraseando Carlos Drummond de Andrade - Ontem

Até hoje perplexa
ante o que morreu
e não era a alma

De como este espelho
não manteve minha forma
apenas minha falácia

Nem este corpo
caminha e age
como antes fazia

Tudo foi efêmero
e esquecido
Mas  está gravado

Não no ar, em mim
que por minha vez
escrevo, mas não respiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale comigo, estranho!