Pensamentos da Insônia I






Estou sozinha na calada da noite. Talvez não tão calada, pois há ruídos demais lá fora. O céu está coberto de nuvens, mescladas não sei se é de chuva, poeira ou trevas. As pessoas lá fora seguem suas vidas aceleradas na ilusão de um dia as fazerem mais lentas. Mas eu apenas lamento,e o murmúrio do meu lamento não pode ser ouvido. Arrependo-me por elas...Por mim.
                                                                   24.3.13

____________________________________  x  _________________________________________

Pediram-me para falar de amor
Mas de amor não falarei
Escrevo somente sobre dor
Pois é isso tudo que sei

Pediram-me para falar de alegria
Mas sobre alegria nada sei
Escrevo somente sobre agonia
E é somente sobre isso que falarei

Odiar-me-ão pelos meus escritos
Mas a respeito nada posso fazer
Nele estão meus gritos inauditos
E será assim até eu morrer.
                         24.3.13



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nômade

Lupus- Parte I