Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Narcóticos

Imagem
Um baile que dançava sozinho. O ralo do banheiro era a porta de saída de um ser desconhecido. Um ser que habitava minha mente solitária. Esse ser eu nunca cheguei a conhecer, pois o expulsava a cada novo banho. Era um ser que vivia somente na minha cabeça, mas ao chorar eu o mandava embora. E era um baile, pois dançava sozinha a música do meu furor. A música da minha armagura. Ociosamente eu cantava, tentava entender meus próprios pensamentos. Na música, pensava eu ser capaz de exumar a solidão que abarcava em um lugar dentro de mim de vez em quando.

         Mas não foi nos arranjos perfeitos de notas chorosas do piano que encontrei essa compreensão. Foi nas tintas mal pintadas, dos cadernos mal feitos de minha vida. Nos meus próprios rabiscos chamuscados de dor que encontrei a razão. Os papéis vez por outra eram encontrados jogados no chão limpo, mas sujo de palavras esquecidas de minha casa. Os papéis voavam. Fugiam de mim, pois eu os feria com minhas palavras.
       O narcótico. …

Eremitar-se

Imagem
Eremitar-se : do meu vocabulário: ato de isolar-se, abandonar o lugar de convívio, deixar para trás tudo o que um dia pensou que fazia sentido.

O melhor mesmo seria isso, não ? Abandonar esse mundo louco e cheio de pessoas insanas. Afinal, não faz sentido, ou faz ? Acho que não. Caminhas solitária de qualquer forma e quando encontra algo que supostamente deveria livrar-lhe do martírio, veja só... Ficas triste.

Eremitar.

Sozinha em uma ilha onde ninguém haveria de lhe soturnar. Deixaria para trás tudo o que viveu e construiu ? Oras, mas todos iremos. A morte leva tudo. Nos nadifica. Que diferença faria se permitíssemos nossa mente mesma fazê-lo ?

Eremitar

Quem sabe. Quem sabe. São tantos 'Ses'. Onde está seu livro agora ? Não seria onde está seu Deus ? Pois é o mesmo O meu livro a meu ver, nem ele foi capaz de salvar-me. Ao menos, contra essa eremitês ele parece-me incapaz. Onde está...Chega de perguntas. Vou retirar-me. Para onde tão pouco sei. Acho que por hora, retirar-me-ei…

Destruídos pelas bombas da própria nação

Imagem
"De tanto ver triunfar a maldade,
De tanto ver crescer as injustiças,
De tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos homens,
O homem chega desanimar-se da virtude,
A rir-se da honra
e ter vergonha de ser honesto."
                               Rui Barbosa



Hoje milhares de pessoas estão nas ruas. Nas capitais do país estão protestando. Contra vinte centavos. Vinte centavos ? É sério ? Não ria desses vinte centavos. Há muito mais revolta por trás deles do que você pensa.

Estou aqui hoje para me revoltar. Não como os que estão lá fora brigando, gritando enfim, protestando nas ruas. Eu me revolto através das palavras, que como já disse minha Rainha J.K Rowling - "Palavras são, na minha não tão humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia."

Eu entendo a revolta da população. Entendo mesmo. Há uma inversão de prioridades ocorrendo. A alegria da Copa ser sediada no país verde e amarelo passa a dar lugar a uma cólera que tem como razão o uso do dinheiro público para '…

De que valeu ?

Imagem
"Um vitória não apaga mil fracassos."



Escritos de outras eras, ainda refletem a dor e o desespero, o fracasso e a frustração. Quem diria que depois de tanta luta, eu voltaria para o chão ? Sempre as mesmas palavras, não se cansa disso ? Hein ? Responda, ou já não pode mais ouvir  ?

Nunca irião entender. É uma lei essa afirmação. Vencemos ? Quem te disse isso ? Aqueles ? Os outros  ? Você mesmo ? Acredita nisso que diz ? Que há motivo e tudo mais ? É mentira, amigo. É mentira. Não há. Você perdeu, nós perdemos. Fomos estraçalhados. Jogados no mar de tubarões.

O seu lugar não é aqui, ainda não entende isso ? Tempo ? Quem disse que você tem tempo ? Está morrendo como todos os outros. A diferença é que você morre sem razões. Os outros. Ah, os outros. Sempre serão...Os outros.

Quando é que vai colocar na sua cabeça que não adianta se esforçar tanto, quando o que quer de verdade nunca poderá ser alcançado porque outros já fizeram isso ?
Pare de querer encontrar desculpas para s…

Fui-me

Imagem
Onde é o seu lugar ?
Pergunto-me se aqui devo ficar
Onde é o meu lugar ?
Pergunto-me se aqui devo morar

Tão pouco sei agora sobre tudo
Tão pouco eu sabia
Nunca soube
Nunca ia

E agora pergunto-me se tentaria
Se continuaria
Se eu iria

E agora eu deito a cabeça
Em um travesseiro morno
Da fumaça do fosso

E de tanto almejar
Acabei por não alcançar
O que queria
O que deveria

Não compreendo
Meu eu
Foi-se.
Fui-me.
Perdi-me.


Monstro

"O terrível era isto: que das profundezas daquele lodo parecessem ecoar vozes e gritos, que a poeira amorfa se movimentasse e pecasse, que o que estava morto e não possuía corpo usurpasse a forma da vida."
 Robert L. Stevenson, O Médico e o Monstro

E  sozinha novamente, me pergunto se seria eu um corpo que usurpa a vida.

Olhares

Imagem
"Tenho em mim, todas as dores do mundo." *

    Pelos campos verdes caminhava sozinha. De vez em quando esbarrava em uma flor. Roçava a mão no chão de grama e inspirava o ar calmamente. Os olhares a olhavam, mas ela não era vista. Jamais.     A cada respiração, uma perdição. Foi-se o tempo. Foi-se a vida. Foi-se o mundo. Não havia solução, mas continuavam a caminhada como se houvesse alguma esperança. Mas não havia.     A incapacidade. O desprezo. O remorso. A frustração. Formavam a poção mais poderosa do mundo. Capaz de derrubar até mesmo ela, que um dia se julgou forte.     De que valiam tantos sorrisos no rosto se sozinha - e sempre procurava ficar não por martírio, não por drama, mas pelo prazer da companhia, sua garganta doía e sua mente não a permitia prosseguir? De que valiam?     De todas as dores do mundo, a que mais feria era a única que nem os ''anjos'' - se fossem reais - seriam capazes de curar.     E procurava razões e tentações. Motivos e certe…