Monstro

"O terrível era isto: que das profundezas daquele lodo parecessem ecoar vozes e gritos, que a poeira amorfa se movimentasse e pecasse, que o que estava morto e não possuía corpo usurpasse a forma da vida."
                                                                                   Robert L. Stevenson, O Médico e o Monstro

E  sozinha novamente, me pergunto se seria eu um corpo que usurpa a vida. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lupus- Parte I

O último poema de amor

Fade Away