15 de julho - Dois Anos Sem Harry Potter

Hoje dia 15 de julho de 2013 fazem exatos dois anos desde que Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte II foi lançado nos cinemas. Fazem dois anos que os corações dos Potterheads choram a dor de não poder esperar mais nenhum filme, mesmo sabendo que não haverá mais nenhum livro sobre o nosso bruxo  desde 2007. No dia 21 de julho  de 2007 Harry Potter e as Relíquias da Morte - livro - estaria sendo lançado, logo em 2013 fazem seis anos desde que o menino que sobreviveu cumpriu sua missão, de fato.

Lembro-me exatamente do dia em que enxerguei o exemplar de Harry Potter e a Pedra Filosofal na estante da minha tia em Belo Horizonte. Eu estava passando férias lá - tinha 10 anos-, e estava à procura de algo para ler e passando o dedo pequeno pelos livros grandes eu vi o livro que eu ganharia de presente dela. Eu já conhecia o filme, mas como morava em uma cidade pequena adquirir qualquer livro era um pouco mais complicado que hoje onde a internet faz seu papel. Naquela época viajar para cidades maiores em busca de livrarias exigia um pouco mais que apenas vontade. De qualquer forma eu puxei o livro. Manuseei com cuidado. Abri. Sorrindo a todo momento. Li a dedicatória da autora que viria a se tornar a minha mais admirada e querida escritora no mundo. Apaixonei logo nas primeiras páginas em que passeis os olhos grandes e pude ver Harry Potter nelas. Eu queria lê-lo ali, naquele quarto pequeno em que eu dormia. Queria adentrar no mundo que eu só conhecia pelas telas da televisão, mas eu também queria que o livro fosse meu. Apenas meu. Portanto, inocente comentei com minha tia, ela sabia um pouco da minha paixão por Harry Potter - pelos filmes, inicialmente- , mas ela não hesitou em pegar a caneta e fazer uma dedicatória no livro para mim.

Finalmente, entregou-me o livro e eu fui para a sala de estar cujo sofá confortável serviria-me de assento pelos próximos dois dias em que eu continuaria a conhecer minha paixão através das palavras de J.K Rowling. Sentei-me e lá fiquei  o restante da tarde. Lembro-me também que uma amiga dela havia a visitado naquela tarde e mesmo que a pessoa fosse minha amiga também eu não soltei o livro para ficar conversando. Ao final da tarde eu estava somando os pontos das casas para a Copa das Casas e orgulhei-me ao ver que Grifinória havia ganhado com 482 pontos. Eu queria a Câmara Secreta. Por sorte minha tia na época era do tipo que faria meus caprichoso se ela pudesse. E de fato fez. Fomos ao Shopping no dia seguinte e eu sai de lá com meu exemplar de Harry Potter e a Câmara Secreta nas mãos. Foi um dos melhores dias da minha infância. No dia seguinte eu havia terminado de lê-lo. Com o tempo essa mesma tia foi comprando os outros livros. Alguns eu ganhei em ocasiões tristes as quais eu não acho valer a pena contar aqui. Conto apenas que nesses momentos tristes e dolorosos de minha vida a aventura de Harry Potter  no torneio Tribuxo foi o que me salvou da depressão e quem sabe da loucura. A tristeza de perder Sirius foi minha tristeza e quando eu vi Dumbledore morrer diante de meus olhos, ali , assassinado por Snape - fato que me faria o odiar por algum tempo -, eu chorei. Chorei com Harry, Hermione, Rony e todos os estudantes e professores de Hogwarts.

O que estou tentando dizer hoje é que ainda 16 anos depois e no meu caso 10 em que estou com Harry Potter eu não esqueci e nunca farei isso. A história que nossa Rainha criou é mais que apenas varinha e feitiços. É amor, é coragem, é misericórdia e bondade. É Amizade. Harry Potter não conquistou apenas números - e números grandes -, mas também corações, mentes, vidas. Ainda hoje eu releio os livros e os abraço como a um amigo. Eu vejo os filmes não como eu via as primeiras vezes ou seja, não com a alegria de poder esperar mais um. Hoje, muitas vezes ao ver os primeiros filmes sinto vontade de chorar quieta no quarto, pois sei que acabou...Em partes. Como já disseram ''Cada potterhead é uma horcruxe e isso faz com que Harry Potter viva em cada um de nós de modo que ele jamais morrerá'' , mas não posso negar que às vezes sinto um pesar por saber que não mais teremos Harry Potter retornando à Hogwarts. Retornando como eu tanto pedi que acontecesse comigo. Sei que nossas cartas de Hogwarts são na verdade nossos primeiros exemplares de Harry Potter e a Pedra Filosofal, mas eu pedi muito para minha carta chegar e sei que muitos também o fizeram.

Harry Potter sempre será parte de minha vida. Eu sempre amarei e J.K Rowling sempre será minha escritora preferida. A história dela é inspiração para mim que quero ser escritora também. Muitas foram as vezes em que recorri à história dessa pessoa incrível para me inspirar em momentos que pensei em desistir de seguir esse sonho.

É isso por hoje. Aos Potterheads minhas palavras de consolo, pois saibam que Harry Potter não acabou no dia 15 de julho tão pouco no 21 de julho. Harry Potter estará conosco até o fim dos tempos e mesmo depois disso ele continuará a viver. Nós somos a Geração Harry Potter e é com orgulho que digo isso.Ao contrário da legenda no poster, Tudo Não Acaba Aqui. Isso só serviu para mostrar o quanto Harry Potter é grande e sua legião de fãs e amigos maior ainda. Harry Potter é eterno. À nossa Rainha J.K Rowling um sincero muitíssimo obrigada por ter sido minha infância, adolescência e fase adulta e ainda o que será minha velhice.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lupus- Parte I

O último poema de amor

Fade Away