Aprende.

[primeiro poema do blog que fala de amor, digo, de forma explicita, mesmo que contenha outros elementos/sentimentos... ]


Oras, de onde vens esse teu ciúme bobo, menina ?
Não confias que ele te ama ?
Ou achas que por outra ele se apaixonaria ?

Oras, não confias no teu amor ? Ah! Pois devia
ele há muito verdadeiro se provou
Mesmo que certa vez ele dissera a outra ser bonita

Oras, de onde partes essa tua raiva boba, garota ?
Não consegues controlar essa tua língua
mas devia, pois a confiança existe, mas lhe falta força

Sei que dentro de ti algo ruim cresce há tempos
No entanto, pequenina, confia, confia sim
E sei que confias...nele, é em tua pessoa que encontra erros

Esmurrar paredes não mata raiva e não esconde lágrimas
O que resolve é uma boa conversa, menina
Gritar com o outro só aumenta as desgraças

esse ciúme feio é tão inútil quanto tu mesma
entendas, por favor!
confias em ti, és bela, és cheia de esperteza
No final o que sempre vence é o amor

Portanto, pequenina, pares de chorar, de se lamentar
Entendas que ele ama-te de coração
o brilho no sorriso dele lhe pertence, faz-te amar
e até o final dos tempos juntos permanecerão!




4 comentários:

Dê-me sua opinião, ela é muito importante!!!