Failure

"You build up hope
But failure's all you've knonw"
- Linkin Park 



Quantas vezes olhou para o espelho e sorriu esperando que o reflexo fizesse sentido ?
Não sabe, não é?
Pois eu compreendo. Vez por outra desejamos que a alegria que impomos aos nossos lábios antes de sair de casa em busca de uma razão nas ruas fosse verdadeira, de fato. Aquele pedaço de vidro que reflete não apenas sua imagem distorcida, mas também sua alma envelhecida. O espelho é cruel, pois vez por outra nos força a encarar a realidade. A nossa realidade. Interior. Exterior. Espiritual... Isto é, se é que nossa casca possui algo mais que ossos e fluídos.

Não me obrigue a falar de outro objeto. Aquele pedaço de madeira trabalhado onde você colocou um objeto macio para que à noite pudesse tentar descansar. Sua mente. Seu corpo. Seu espirito. Aquela coisa chamada cama, mais conhecida como lugar de repouso para quando nós não temos mais forças para absolutamente nada. Esse pedaço de madeira retangular, na maioria das vezes, porém, é simplesmente o seu refúgio. Não negue, pois sei que o sono que deveria te embalar nas madrugadas faz parte de seus dias mais sombrios, e assim ele não te embala, mas te acolhe. Ajuda-te a fugir de seus medos. Fracasso. Não negue. Eu sei que tenta o esconder por debaixo das cobertas.

Seu guarda-roupas está todo aberto. As roupas jogadas dentro dele, pois no fim sabe que não importa qual máscara use e qual vestimenta procure colocar nisso que chama de corpo, quando na verdade é apenas um envoltório que transporta um ser que crê, erroneamente, que tem uma função nessa coisa chamada Terra. Logo, qualquer peça que cubra a vergonha serve nesse novo dia com motivos velhos.

A sábia Ciência fez progresso. Você tem à disposição milhares de coisinhas pequeninas que engole e em minutos ela faz efeito. Coloca um sorriso na sua face. Coloca força na perna. Coloca um alerta no cérebro. Mas é efêmero, é claro. Mesmo que em uso constante, uma hora seu sistema entra em pane e diz: calma, não aguento mais! O problema não é físico, colega! Vê se entende isso! E então você conclui: o problema não é físico. A Ciência evoluiu, sim, mas ainda não inventou um comprimido capaz de reprogramar um cérebro por completo. Capaz de fazer renascer algo que anda, mas está morto.
Todos evoluímos. Mas falta descobrir como evoluir algo que parou no tempo.

Como você faz viver algo que nunca esteve vivo?


Um comentário:

  1. Muito legal, profundo.Amei, parabéns!! Mamasita.

    ResponderExcluir

Dê-me sua opinião, ela é muito importante!!!