Versus

Para que haja luz é necessária a escuridão.


Eu sou trevas, sou a dor e a ilusão.
Mas também sou o brilho que te guia
quando está soterrado no próprio caixão

***

De que me vale a luz se não há um sorriso para faze-la viver?
De que me vale a dor se não há para quem recorrer?

Hoje sorrio por outros motivos
Por outros sorrisos
e isso me basta
Basta não derramar lágrimas.

***


À noite eu ainda pertenço
Não há luz suficiente no mundo que seja capaz de me tirar desse abismo
Ela não me consome, pois fazemos parte uma da outra
Não há luz no mundo. Em alguém. Em nada. 
Eu sou a Treva que caminha sob a Escuridão da Terra.
Eu sou a dor. A ilusão.
Eu sou o meu próprio caixão.




7 comentários:

  1. Oi Thays, sempre que venho aqui no seu blog e vejo algum texto seu, eu gosto bastante. Hoje não foi diferente, gostei bastante desses versos, não sei se são de sua autoria mas as palavras são tão singelas e ao mesmo tempo profundas. Gostei muito mesmo. Ah!!!! deixa eu te perguntar uma coisa, já tem a continuação daquele conto? não me lembro o nome dele, mas eu estava bem curiosa para ler mais (é aquele que eu havia ficado com dificuldades para ler por causa do fundo preto e você colocou esse cinza, obrigada). Se tiver, pode me mandar o link?

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Versus simples mais de extrema qualidade e muito sentimento envolvidos.
    Adorei, são de sua autoria?

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito, principalmente da parte:
    "Hoje sorrio por outros motivos
    Por outros sorrisos
    E isso me basta
    Basta não derramar lágrimas"

    O segredo da felicidade é esse, sempre procurar motivos para ser feliz (sorrir) e se contentar em saber que apesar de não ter tudo que deseja, ainda há motivos pra sorrir e não chorar.

    Parabéns, ficou ótimo de verdade.

    Abçs

    ResponderExcluir
  4. Intenso.
    Os sentimentos expostos acima me fizeram parar para refletir. E normalmente é isso que desejo das pessoas quando elas leem algo meu.
    Sensacional!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Com poucas palavras você conseguir passas tantos sentimentos intensos! Essa é a primeira vez que passo pelo o seu cantinho, e pode ter certeza que não será a última. Parabéns!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Thays, quando vejo seus versos e poesia, lembro-me de quando era mais jovem e escrevia de forma mais trevosa.
    Na verdade, gostava muito de fazer isso para espantar as nuvens negras que tinham sob mim na época.
    Gostei muito mesmo, parabéns!
    Espero que não sejam nuvens que estejam sob ti linda e sim inspiração.
    Beijocas!!!

    ResponderExcluir
  7. É sempre um prazer ler seus textos. Esta é a primeira vez que vejo uma poesia sua e não tenho porque não admirá-la... Você a montou de uma forma linda e intrigante, as palavras refletem muitos sentimentos e até mostra uma luta. Parabéns, Tha, merecido!

    ResponderExcluir

Fale comigo, estranho!