Sobre Camões




A dor é água que cai sem se ver
é aflição que chega, mas nunca vai
é uma agonia que entra e não sai
é um machucado que se pode ler.


É querer correr e não poder andar
é uma caminhada solitária entre o eu
é nunca estar bem de fato para continuar
é a angústia do que nunca foi meu


É tentar fugir mas continuar preso
na própria mente que lhe atormenta
é a dor que desatina em excesso
no corpo cansado, mas que não acalenta


"Mas como causar pode seu favor"
na vida ferida chegar e que faz sofrer
se tão contrária é a si mesma a dor de viver?


















Paráfrase que fiz sobre o poema de Camões. Esse é um poema sobre a depressão, sobre dor e sobre luta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê-me sua opinião, ela é muito importante!!!