Regeneration



permita-me que eu me apresente, sozinha


eu sou o inverno que morre pouco antes do verão
eu sou a neve que derrete aos primeiros raios de sol
aquela quantidade de sangue que não chega no coração

eu sou a Lua na sua fase escura
o lado sombrio da estrela mais brilhante
Eu Não Sou o que devia ser, eu não venço
minha própria luta

permita-me que eu me apresente, ao seu lado

cada célula do meu corpo encontra a cura
Mas somos feitos de muitas, portanto
o processo é lento
mas não me abato, pois tenho você
ao meu lado

aos poucos, a luz que emana de teu ser
me preenche e me faz viver
me faz querer
os escritos possuem um sentido
eternizar e enfim, eternizo


[Cada ferida é cicatrizada
cada dor é amenizada]

ao seu lado
não me rendo
não hesito
não choro
e se choro
eu sorrio

ao seu lado
 meu corpo, antes, destruído
antes sem vida
antes alterado
se reconstrói, se regenera, se permite
ser amado

ao seu lado
sou livre
sou minha
sou nós dois

ao seu lado
eu sou







3 comentários:

  1. Nossa!
    Que poesia/texto/poema mais lindo, profundo e tbm um pouco melancólico
    Mas amei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Você escreve muito bem! Já pensou em escrever um livro (ou já escreveu)? Gosto muito das suas palavras!

    ResponderExcluir

Dê-me sua opinião, ela é muito importante!!!