Cinnamon

E quando ele me beija

(...)

e quando ele fala
sinto cheiro da bala

quando ele se aproxima
eu mal me contenho
pois seu corpo é tremendo
e eu nem ao menos tento

esse rolê tá muito pesado
chega mais perto, gato
com esse seu corpo tatuado

não faz isso, não
não sorri pra mim assim
eu fico sem chão
e sem ter pra onde ir

o modo como você anda
o seu jeito de me olhar
assim você me desmonta
sem nem ao menos tentar

seu hálito de canela
me quebra
e seu toque sem igual
pega na minha cintura
é sensacional
e abala minha estrutura

(...)

mas foi apenas um sonho


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lupus- Parte I

O último poema de amor

Fade Away