Ignoratio



* For a special friend 

Eu, pequeno ser,
que há tempos pensei saber
quase tudo
Fui pega de surpresa
ao descobrir que logo à frente
havia tanta beleza

Ignorei por tanto tempo
por medo ou receio
Não sei,
mas agora apenas prometo
sempre sorrir para a janela
Deixar minha alma aberta
e se feliz
Afinal, eu quis

E tantas viagens já foram feitas
que seria desfeita
não registrar
o quanto gosto de ao seu lado
ficar

Eu, antes o fio solto da camisa de linho*
econtrei felicidade, sorrisos e mais um pouco
simplesmente com o Melhor Vizinho .



* Referência a um antigo poema meu, onde eu me referia como o fio solto da camisa de linho, aquele que todos odeiam e tentam ignorar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fale comigo, estranho!