5 de fevereiro de 2018

Tragos

eu não fumo
mas lhe trago
comigo (sempre)
e ao acaso

eu bebo
mas de tua pessoa
embebedo-me
a cada toque teu
que me destoa

se eu fosse me drogar
de tua essência iria me esbaldar
não nego teus beijos, nem teus toques
bruscos, mas repletos de enfoques

(...)

Um dia posto o restante





Um comentário:

Fale comigo, estranho!

Mutter

Queria eu ser capaz de encontrar palavras melhores que pudessem expressar meu amor sagaz Ainda com meu título de escritora carrego no...